Gilda – Sete ao Entardecer

124
0
Share:

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text css_animation=”left-to-right”]

A Companhia Pelotense de Repertório Teatral apresentou ontem – Gilda

Com Ana Alice Muller e Joice Lima, Franciele Neves na técnica.

Texto e direção de Joice Lima.

” Não gosta de cantada de pedreiro? Acha machista? Pois é… A Gilda gosta. Aliás, adora uma boa cantada”

Gilda é uma mulher moderna que sabe exatamente o que quer. Não, ela não é a mulher maravilha, ela é maravilhosamente autentica e visceral.

Traz em si agonias, os medos e inseguranças que muitas mulheres tem, mas longe de se sentir coitadinha, ela parte pra luta e o melhor, vence.

Como qualquer mulher ou melhor como qualquer ser humano, ela tem suas histórias, que foram boas e outras nem tanto… mas o que ficou? O que ficou é a riqueza da experiência de viver, se sentir-se viva, bela, de amar a existência e sobretudo transformar caminhos.

Gilda é incrivelmente sensível, inteligente, irônica e claro muito divertida.

Adorei conhecer Gilda.

Acho que você deve conhece-la também.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_images_carousel images=”11568,11595,11592,11589,11586,11580,11587,11577,11569,11575,11571,11578,11570,11582,11581,11573,11572,11588,11594,11590,11593,11583,11584,11585,11579,11576,11591,11574″ onclick=”link_image” custom_links_target=”_self” mode=”horizontal” speed=”5000″ slides_per_view=”1″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” title=”Gilda”][/vc_column][/vc_row]

Share: