Todas Mulheres em Mim Poesia – Soraia

Dentro do Projeto Todas as Mulheres em Mim, vamos expondo uma sequência de poemas de convites que fizemos aos amigos do Fio da Navalha.

Estes poemas vão nos acompanhar dentro do projeto que está em aberto ainda e teremos muitas outras participações especiais, aguardem por mais.
Hoje trazemos a poesia: Soraia

——————————————
Soraia

Ela sempre foi assim
Havia um traço de algo a ser dito
Um fiapo solto em suas costuras
Silencio que abarcava lacunas
E a voz que não dizia tudo

Soraia sorri
Soraia finge
Soraia desfaz

Falava de muitas coisas
Detalhes ínfimos de cotidiano
Entre as suas pendencias de casa, marido e filhos
Dizia: reclamam tanto, eu nunca agrado
Eu não concordava
Ela seguia uma entrega sem freios
De um ideal inalcançável

Soraia guiada pela palavra alheia
Soraia não interpretava a si
Soraia gentileza e excessos

Dias atrás ela me disse que iria mudar tudo
Seria mais livre, empoderada
Quebraria as regras
Isso era o que faltava,
Sempre faltava algo
Havia um traço feliz em seu olhar
Um desejo tão sincero capaz de atravessar distâncias

Então vi Soraia uma vez mais
Ela sorria em seu salto alto
Tive olhar para cima
Ela estava despida de passado
As ânsias deitaram-se e sonharam
E o silencio disse em segundos
O que anos calaram.

Fio da Navalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *