O Fio da Literatura-Pedro Juan Gutierrez.

“Mas a diretora da radio – era uma negra filha de Oxum, mas falava alemão e gosta de passar por elegante e comedida – me dizia que aquelas notas eram corretas e sensatas. sempre as qualificava do mesmo jeito. E isso era insuportável.

Desde então me incomodam muito essas duas palavras: correto e sensato. São falsas e pedantes. Servem para ocultar e mentir. Tudo é incorreto e insensato.

Toda a história, toda a vida, todas as épocas foram incorretas e insensatas. Nos mesmos. Cada um de nós, por natureza, é incorreto e insensato, só que nós reprimimos para voltar para o cercado como boas ovelhas, e aplicamos rédeas e mordaças em nós mesmos”.

Pedro Juan Gutiérrez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *