O Fio da Literatura – Bagana Na Chuva

Quem é Sbórnia?
Um sujeito que gosta de ouvir Neil Young e Cat Stevens. Que gosta de tomar cerveja barata e joga dados. Que gosta de louras e morenas um pouco, pero no mucho.
Que assiste Ana Maria Braga comendo berinjela empanada. Sbórnia é o último guerreiro. Ele chorou quando tiraram do ar o programa Azulo Hotel do Paulão Rock and Roll.
Gosta de Fanta Uva e dadinhos. Tem uma tatuagem no pescoço. Ele diz que é uma cobra. Não parece em todo o caso… Diz que tomou cerveja no Cervantes com o Fausto Fawcett. Eu não tenho por que duvidar de Sbórnia. Diz que dançou com James Brown quando ele veio ao Brasil. Sempre rio um pouco quando ele fala isso. Ele então faz evoluções funk pela sala.
Eu acho ainda mais engraçado. Sbórnia se emociona ouvindo Ratos de Porão. Bate uma… gritando pela Scheila Mello.
As vezes, quando bebe, confessa que ainda vai acabar mandando tudo a merda, e ai vai pros Estados Unidos casar com a Rosie Perez e trabalhar como figurante nos filmes do Jim Jarmusch.
Acho que Sbórnia vai se dar bem. As vezes ele passa horas calado, afagando a cabeça do cachorro e olhando para algum lugar indefinido. Eu nunca pergunto o que ele está pensando. Acho qye as pessoas têm segredos. Ah, o nome do seu cachorro é Jack Palance.
E não adianta chama-lo de Jack. Ele não atende. É necessário chamá-lo assim: Jack Palance”.
Extraído da obra | Bagana na Chuva
Autor | Mário Bortolotto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *