Navalhadas Curtas: Novos candidatos a velha politica.

Andar pelas ruas da cidade é ter certeza que ao menos cidade de Pelotas está livre da Covid-19? Ou estão creio eu, todos vacinados?
Legal.
Mas neste período tão propício de caos e pandemia temos outros tipos de “vírus” circulando nas ruas da cidade…os apoiadores de candidatos novos e velhos.
Saio do trabalho, final de tarde me espreguiço na porta respirando profundamente, então num piscar de olhos duas moças com as mãos cheias “santinhos” coloridos apareceram do nada.
São educadas e me perguntam: senhor, senhor, já tem candidato? Respondo: não meninas minha fé é pouca nestes caras!
– Senhor então olha o nosso candidato: ele isso, ele aquilo, aquilo outro e etc…
Ela ficou falando, falando, falando.
Então pergunto: que teu candidato já fez?
-Hã?
-Que teu candidato já fez? Ele era político antes?
-Não sei ele é professor de…
-Quais são as propostas dele?
-Senhor não faça perguntas difíceis, não sei, só me mandaram entregar isso o resto eu não sei.
-Entendi e porque estas fazendo isso?
-Preciso de dinheiro né, preciso comida para meus filhos é o jeito de ganhar algo agora…
-Seja honesta comigo: e tu gosta deste cara? Acha que ele vai fazer algo diferente?
-Não, eu acho que ele é igual aos outros, mas ao menos está me ajudando.
De uma maneira bem generalizada os candidatos são o espelho dos seus eleitores e vice versa.
Não aceitei o santinho, agradeci e fiquei pensando.
É tudo tão igual, a mesma forma, o mesmo modelo antes exatamente as mesmas atitudes com relação aos eleitores.
Abraços e tapinha nas costas, fotos de vilas abandonadas, pessoas humildes sorrindo ao lado do “salvador” da pátria?
Eu me pergunto como isso pode ser diferente?
Fio da Navalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *