Navalhadas Curtas: E você é especial?

Quem diria que ir ao supermercado poderia se tornar um desafio mortal?
Fora o vírus que “ataca” o bolso, mesmo cumprindo todos os protocolos garantias não existem.
Eu precisava de vinho e alguma comida. Uma pandemia sem vinho o isolamento torna-se um suplício que devemos evitar, já que carregamos dores suficientes.
Entro em um conhecido super, tento ser breve, objetivo e rápido. Chego ao caixa em 5 minutos depois de ter entrado no super.
Então uma senhora, muito educada usando luvas de borracha preta, vestindo-se sofisticadamente, mas com um requinte silencioso. Tinha grana.
O caixa passa o cartão para a senhora e então, uma nota é emitida pela máquina, o caixa lê a nota e entrega para a senhora com alguma satisfação dizendo:
-Olha Dona fulana, a senhora acaba de ganhar um rancho no valor de tanto.
Presto mais atenção.
A senhora educadamente diz: nossa, que coisa positiva. Nas próximas compras posso usar este crédito?
-Claro a senhora pode usar quando quiser.
Fico olhando a situação e pensando: como será que se faz para ganhar ?
A senhora coloca as compras no carrinho e sou o próximo atendido pela caixa da “sorte”.
Antes de mais nada eu pergunto: Como faz para ganhar um rancho neste valor?
A resposta foi algo.
-Apenas pessoas especiais ganham este prêmio !?
-Heim? E como a gente se torna alguém especial?
-Ahh não sei senhor…é algo do sistema.
Fico meditando, em silencio enquanto ela registra minhas compras afinal, eu posso ser alguém especial também.
A nota sai e ela olha e me diz:
-Deu 158 reais, é cartão ou dinheiro?
Frustração sorrindo amarelo, eu não sou especial.
E você?
Fio da Navalha.
Fio da Navalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *