“MORTE AO SETE DE ABRIL”

MORTE AO SETE DE ABRIL”

Foi neste domingo 23 de Julho na Praça Cel. Pedro Osório se deum uma apresentação/manifestação(teatral) em prol do Teatro Sete de Abril.
A obra Foi produzida na disciplina de Encenação Teatral I com coordenação de Adriano Moraes.

Quadro “Morte ao Sete de Abril” com Francine Pereira, Karol Mendes, Márcio Mariot, Rafael Bueno e Thairone Dorneles
Entre tantos suplicantes que permeiam as calçadas ele é o único preso entre as paredes dos grandes edifícios. Já não tem mais forças para andar sozinho e ali espera por um olhar caridoso que possa lhe ajudar. Já foi astro. Já brilhou.

O barulho ensurdecedor dos aplausos a ele oferecidos ecoa hoje pelas calçadas de Pelotas. Essas mesmas calçadas que tornarem-se palco para aqueles que não podem mais contemplar sua generosa forma de servir arte. Hoje ele espera seu julgamento mesmo sem ter cometido crime algum.

“Morte ao Sete de Abril” é um experimento cênico produzido por alunos do curso de Teatro da Universidade Federal de Pelotas e questiona a importância do maior patrimônio público de Pelotas e as causas de sua incurável doença, o Theatro Sete de Abril.
Qual será sua sentença?

abaixo algumas fotos do evento que emocionou e muito a todos os presentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.