Dança dos Orixás – Daniel Amaro

Dança dos Orixás – Daniel Amaro

O Corpo, a Dança, a Resistência

Ressignificar , propiciar outros olhares sobre o mesmo fenômeno.

Ater-se a outras vozes sobre os mesmos acontecimentos.
Perceber o fenômeno, sem tirar sua historicidade e criticidade.
É esse ressignificar que o Espetáculo “Dança dos Orixás “nos proporciona. Pensar além da dor e sofrimento. Nos possibilita perceber as inúmeras formas de resistência negra forjadas no períodos mais duro e cruel da história Pelotense.

Um lugar que serviu como cenário do enriquecimento desumano da elite branca e charqueadora, hoje serve de palco para anunciar outra face da história negra pelotense.Um lugar que já fora denominado de purgatório para os negros de todo o Brasil, hoje apresenta a face da beleza, da luta e do encantamento.

O corpo se tornando protagonista,e porta voz de como se forjou, e ainda se forja o resistir em tempos de recusa da importância cultural e intelectual dos descentes de africanos para a construção da nação brasileira.

Foca-se no orixá, herança ancestral que guia a permanência africana no Brasil de ontem, hoje e sempre.

Texto: Carla Avila
Produtora do Fio da Navalha Arte & Comunicação.

Um registro do espetáculo foi realizando por Fio da Navalha Arte & Comunicação:

Direção – Luis Gonçalves
Câmera – Luis Gonçalves e Claudio Ferreira
Produção e assistência : Carla Avila
Áudio direto – Claudio Ferreira
Montagem e finalização – Claudio Ferreira

Dança dos Orixás - Daniel Amaro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *