Aventura Urbana

Entre as Portas de Pedra
Uma janela se abre
Como um buraco dimensional
Outro mundo no meu mundo
E meu olhar é arrastado pelo buraco voluntariamente…
Ali vejo
Esqueletos de concreto
Adormecidos
Devorados pelo limo
Pelo tempo
Escadas que levam a lugar algum
E barras estendidas para o céu…
Que estariam implorando?
E plantas à revelia do querer
Como sopro de vida esperança
Nas entranhas do vazio
E nós passamos indiferentes
Atendendo o chamado da tecnologia.
Olhe por suas janelas.

Local – Rua Gonçalves Chaves n 708r

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *