Todas as Mulheres Em Mim-ALICE-Valder Valeirão

TODAS AS MULHERES EM MIM – POESIA

Dentro do Projeto Todas as Mulheres em Mim, vamos agora expondo uma sequência de poemas que tivemos a oportunidade de receber da existência.

Poemas com nomes de mulheres, alguns são bem doloridos outros mais leves, mas todos eivados de plena realidade.
Eles vão nos acompanhar dentro do projeto que está em aberto ainda e teremos muitas outras participações especiais, aguardem por mais.

Hoje trazemos a poesia de Valder Valeirão o poema: Aline


Alice

Eu te invento
como a luz inventa o dia
rainha das tempestades
cigana nômade dos desertos
nave interestelar

eu te invento
para além do tempo e espaço
alquimista da razão
senhora dos ventos
a louca das loucas

eu te invento
como um poema jamais feito
que trafega dia a dia
na noite alta das esperas
transbordando emoções

eu te invento
como antídoto inefável
sabor de pele arrepiada
sons intraduzíveis
e olhos de pura sedução

eu te invento
por desejo ou loucura
em breves doses de tormento
e outras tantas de prazeres
que não ouso revelar

eu te invento
como a luz inventa o dia
e quando tudo escurecer
ainda assim, perdido
eu posso te reinventar.

Valder Valeirão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *